degustar vinho

Como degustar um vinho

Grande parte da experiência que se tem com um vinho é proveniente do modo como se degusta a bebida. Se feito de modo equivocado e com pressa, muito do sabor e do aroma se perdem. Além disso, saber degustar um vinho faz com que cada característica da bebida seja observada, podendo o consumidor elencar quais aspectos gosta mais ou gosta menos para procurar em outros vinhos, futuramente.

Praticamente todos os sentidos estão envolvidos na prática da degustação. O olfato, o paladar e a visão são essenciais para identificar as principais características da bebida. Em todo o processo, a última ação é a ingestão do vinho. Conheça o passo a passo de como degustar um vinho de modo que todos seus aspectos sejam observados:

1 – Taça e garrafa:

Cada tipo de vinho é melhor apreciado em um determinado modelo de taça. A regra básica é que taças maiores devem ser usadas para vinhos tintos e taças menores para vinhos brancos. Antes de servir a bebida, inspire e sinta o seu odor ainda na garrafa, assim terá subsídio para comparar o cheiro depois que o vinho entrar em maior contato com o oxigênio. Além disso, essa atitude permite a identificação prévia de odores que indiquem que o vinho está deteriorado. Observe se:

  • O vinho está com um odor azedo, úmido ou envelhecido: isso pode significar alguma falha no processo de engarrafamento;
  • O vinho está com um odor semelhante a esmalte de unha ou vinagre: significa que a acidez da bebida está muito elevada.

Após isso, encha cerca de ⅓ da taça com a bebida. É importante ter menos da metade da taça preenchida, para poder aumentar a superfície de contato do vinho com o oxigênio e ainda fazer o processo de degustação sem risco de derrubar a bebida. Segure a taça sempre pela haste, para evitar que o calor das mãos modifique as propriedades do vinho.

2 – Observe as características visuais

O primeiro passo depois de colocar o vinho na taça é analisar seu aspecto visual. Observe as cores do vinho, profissionais conseguem identificar a qualidade da uva e o tempo que a bebida foi armazenada já nesta etapa. Para uma análise mais efetiva da cor do vinho, incline a taça e a deixe de frente para um fundo branco.

A primeira característica que deve ser observada é se o vinho está límpido e brilhante, o brilho intenso pode significar, também, que a bebida está mais ácida. Depois, olhe para a cor do vinho. Os brancos podem apresentar cores como amarelo-palha, amarelo esverdeado, dourado ou amarelo-citrino. Os tintos, podem ser vermelho-rubi, granada e púrpura. Já os vinhos rosés, podem ser rosé-palha, rosé-cereja, salmão ou se assemelhar a uma casca de cebola.  

Observar as diferentes tonalidades do vinho da borda e do centro da taça é importante para determinar a idade da bebida. Quanto maior a diferença, maior a evolução do vinho.

3 – Análise olfativa do vinho

A fase mais importante da degustação é análise olfativa do vinho. Inspire o odor da bebida e logo após gire-a na taça. Isso faz com que o vinho evolua rápido por meio do contato acelerado com o oxigênio, liberando odores mais intensos e agradáveis. Se concentre em identificar todos os aspectos olfativos da bebida. Alguns aromas mais comuns são:

  • De Frutas: mais encorpadas para vinhos tintos e mais cítricas para brancos;
  • Florais: principalmente em vinhos brancos e suaves;
  • Terrosos: presente em vinhos brancos, estes aromas lembram solo, minerais;
  • Especiarias: estes odores terciários são provenientes do tipo de barril utilizado para envelhecer a bebida;
  • Metalizados: principalmente em vinhos envelhecidos, essa característica é difícil de identificar em um primeiro momento.

4 – Degustação:

Por fim, é hora de utilizar o paladar. Coloque o vinho na boca e o deixe repousar. Depois faça com que ele passe por todas as papilas gustativas e preste atenção na textura da bebida – mais ácida, mais suave – e no seu encorpamento – mais aguado, mais encorpado. Depois observe quanto tempo o sabor do vinho permanece na boca, este é um indicativo de qualidade, vinhos melhores deixam o sabor por mais tempo.

Categorize o vinho

Depois de todas estas etapas, você estará apto para afirmar se o vinho é agradável ou não para o seu paladar. Especialistas costumam anotar o nome do vinho e dar uma nota para cada um, assim, é possível consultar quais características mais lhe agradam em um momento futuro.

Agora que você já sabe degustar um vinho, consulte nossa loja e escolha um para despertar todas estas experiências.