taças vinhos

Acerte a taça! Descubra qual é ideal para cada tipo de vinho

Saber qual taça escolher para determinado tipo de vinho pode ser tão complexo quanto escolher o próprio vinho. Existem diferentes formatos e modelos que foram projetados especialmente para valorizar o sabor, aroma e cor de cada vinho. Para quem já tem um paladar um pouco mais aguçado, a diferença de sabor de um mesmo vinho em diferentes taças é bastante perceptível.

Há quem defenda que cada variação de vinha deva ser apreciada em uma taça específica. Uma marca austríaca, inclusive, chegou a produzir cerca de 400 tipos e tamanhos de taças – uma para cada espécie de uva e região.

Mas não é preciso ser tão extremo. Existem quatro tipos de taças que são essenciais para degustar um vinho adequadamente. Além disso, ainda há a taça usada para degustação, que pode servir para qualquer vinho.

Mas afinal, para quê tantas variedades?

As taças ajudam a realçar os pontos principais de cada vinho. De acordo com a largura, altura e material produzido, a taça fornece maior espaço de contato do vinho com o oxigênio, permite a degustação e estimula o olfato ao mesmo tempo, além de quebrar as moléculas presentes na bebida, intensificando seu sabor.

Conheça os quatro principais tipos de  taça e com quais vinhos combinam:

Bordeaux: Estas taças foram pensada para servir vinhos encorpados e ricos em taninos, como os a partir da uva Cabernet Sauvignon. Suas características são: bojo grande e borda mais estreita para evitar a dispersão de aromas. Essa taça é ideal para Cabernet Franc, Merlot, Syrah, Tannat, entre outros.

Borgonha: As taças dessa categoria apresentam um formato parecido com um balão, com o bojo maior. Isso permite que o vinho tenha mais contato com o ar, o que faz com que ele libere mais aromas e sabor. O formato favorece também o olfato. Os vinhos ideias são Pinot Noir, Rioja Tradicional, Nebbiolo, Amarone, entre outros.

Taças para vinhos brancos: Estas têm um corpo menor do que as anteriores, especiais para vinho tinto. Isso porque o vinho branco precisa ser consumido em temperaturas mais baixas, sendo assim um recipiente menor evita tanta troca de calor. O formato enaltece também o sabor frutado do vinho.

Flûte, ou flauta: Esse tipo de taça é ideal para espumantes e/ou champagnes. Ela foi pensada para que o consumidor possa apreciar as borbulhas. Seu formato mais fino também contribui para exaltar o aroma, mas para isso, é preciso que a taça tenha o bojo um pouco maior.

Preenchimento da taça

De nada adianta acertar no modelo da taça e enchê-la de vinho. Cada modelo tem uma quantidade certa de preenchimento que ajuda a exaltar as qualidades do vinho. Nas para vinho tinto, a Bordeaux e Borgonha, a quantidade ideal é ⅓ da taça. Nas para vinho branco, ½ da taça. E para espumantes ¾ da taça.

Cuidado ao servir-se

Um erro comum é as pessoas acharem que a forma correta de segurar a taça é pelo bojo. Isso prejudica o sabor do vinho ao passo que o esquenta. Por isso, use sempre a haste para se servir da bebida.

Encontre os melhores vinhos para degustar nas taças corretas no Vinho BR.