Vinho aberto? Veja quanto tempo ele dura!

Abri o vinho até quanto tempo devo consumi-lo?

Uma dúvida muito comum entre quem gosta de vinhos e não quer desperdiçar essa preciosa bebida é quanto tempo ele dura depois de aberto. Em regra geral, pode-se considerar de dois a três dias a vida útil de um vinho, isso porque o oxigênio, necessário para sua produção, também é o responsável por sua oxidação, que tem início logo assim que a garrafa é aberta.

Quando se abre a garrafa e se expõe o vinho na taça, o oxigênio permite que em alguns minutos, às vezes horas, uma pequena sinfonia de aromas se revele; mas com o passar do tempo, ajudado pela bactéria acética, ele pode transformar o vinho em vinagre.

Vida útil dos vinhos

A vida útil varia de acordo com cada tipo de vinho, veja:

  • Espumantes (Cava, Champagne, Prosecco) – 1 a 2 dias na geladeira com tampa

Vinhos espumantes perdem o gás e o frescor pouco tempo depois de abertos. Aqueles produzidos pelo método champenoise tendem a durar mais que os produzidos pelo método charmat.

  • Brancos leves e Rosés (Pinot Grigio, Sauvignon Blanc, Riesling) – 3 dias na geladeira com tampa

Duram um pouco mais que os brancos encorpados devido a acidez elevada.

  • Brancos encorpados (Chardonnay, Marsanne, Sémillon) – 2 a 3 dias na geladeira com tampa

Tendem a durar menos que os brancos leves, pois tiveram maior contato com oxigênio durante processo de maturação (barris).

  • Tintos leves (Pinot Noir, Gammay, Grenache) – 3 dias na geladeira com tampa

Duram menos que os tintos encorpados devido à falta de taninos.

  • Tintos encorpados (Malbec, Cabernet Sauvignon, Tannat) – 3 a 4 dias na geladeira com tampa

Quanto mais taninos e acidez tiverem, mais tendem a durar.

  • Fortificados (Porto, Madeira, Jerez) – 15 a 20 dias geladeira com tampa

Duram muito mais devido a quantidade de açúcar e adição de álcool vínico.

Dicas de conservação

Para manter o vinho agradável por mais alguns dias, sabendo que inevitavelmente ele perderá o frescor e a vivacidade original, é necessário utilizar algumas técnicas de conservação:

  • A geladeira é o melhor lugar para conservar um vinho aberto, longe da luz e do calor;
  • Uma boa dica para reconhecer os vinhos mais propensos a oxidarem mais rápido na geladeira é perceber a intensidade de sua cor. Coloque contra a luz e perceba a quantidade de luminosidade que atravessa o líquido. Quanto mais denso, opaco e menos luz você enxergar, mais tempo ele deve aguentar na geladeira. Quanto mais “transparente” e mais luz atravessar o líquido, menor é seu tempo de vida na geladeira;
  • Evite colocar na porta da geladeira, pois ela está quase sempre em movimento e sempre agitando o vinho;
  • Evite também colocá-lo em posição horizontal, para diminuir o contato do oxigênio com o vinho;
  • Uma boa dica é transferir o restante do vinho para uma garrafa menor, garantindo assim menos espaço de oxigênio;
  • Coloque a rolha novamente de modo correto, o lado da rolha que já esteve em contato com o vinho é mais “compacto”, enquanto o outro lado pode estar poroso e facilitar a entrada de oxigênio;
  • Outra ótima opção é utilizar rolhas à vácuo, que segundo os fabricantes, podem conservar o frescor do vinho por até uma semana;
  • Se você já sabe que vai consumir meia garrafa, sirva a taça e feche a garrafa com a rolha. Repita esse ritual a cada taça servida. Quanto menor o tempo de contato do vinho com o oxigênio, melhor.