4

Seminare Malbec: o vinho destaque do Guia Descorchados

O Malbec Seminare foi considerado o melhor tinto da Argentina e o melhor Malbec do mesmo país pelo Guia Descorchados. O vinho atingiu a marca de 99 pontos no guia, que o caracterizou como uma bebida que “leva à cepa a outro lugar com suas notas raivosamente frutadas e florais, unidas a uma estrutura sólida, que se agarra ao paladar com taninos firmes e cortantes”. 

 

Produzido na região de Mendoza, na Argentina, o vinho é feito 100% com a uva Malbec. Sua maturação é feita em barris de carvalho, sem a adição de nenhuma substância ou tratamento enológico. Os especialistas, inclusive, brincam que o método de produção do vinho é o abandono: após ser colocado em uma ânfora — estilo de vasos de barros que remontam o método mais tradicional de vinificação — e passar apenas por uma quebra de grão, a bebida é  “abandonada” para maturar. Dessa forma, os taninos são naturalmente liberados. 

 

O resultado é um vinho com notas de giz e taninos, que deixam o paladar mais seco. Seu sabor é frutado com notas minerais. O aroma acompanha as mesmas características, trazendo notas frutadas, florais e minerais. 

 

Por conta dessas características, o vinho harmoniza bem com carne de cordeiro — que pode ser recheada com bacon e cogumelos  — além de fazer uma ótima companhia à massa com trufa branca. Em um geral, portanto, o vinho combina com carnes e massas fortes. Outras opções que harmonizam bem com o sabor do Malbec Seminare são carnes de caças, queijos também fortes, risotos e molhos mais estruturados. 

 

O vinho é de guarda e deve ser consumido em uma temperatura média entre 16º e 18º. A melhor taça para degustar o vinho é a Bordeaux,  com bojo grande e topo mais fechado. Isso impede que o aroma se disperse, concentrando as nuances. A característica da taça faz com que o vinho seja direcionado para a ponta da língua, acentuando primeiro os sabores frutados e depois os taninos. 

 

A produção do Malbec Seminare é  feita por um grupo de vinícolas chamado Barbarians. Essas propriedades são familiares e especializadas em bebidas de alta qualidade. A notoriedade do vinho produzido traz a tona, também, a possibilidade de uma produção sustentável, com sinergia com comunidades locais e a natureza. 

 

Guia Descorchados

 

O Guia que enalteceu o Malbec Seminare é uma publicação  anual sobre vinhos fabricados no Chile, Argentina, Uruguai e Brasil. A curadoria dos melhores vinhos dessas regiões  é feita pelo enólogo Patricio Tapia e teve início em 1999.

 

As notas vão de 0 a 100. De acordo com o Guia, vinhos com notas abaixo de 80 tem pouca qualidade; abaixo de 90 são ótimos para o dia  a dia — ainda mais se contarem com preços razoáveis; e acima dos 90 são de alta qualidade, sendo que os pontuados acima de 96 “se aproximam da perfeição”. 

 

O Guia considerou o vinho Seminare uma reinvenção do Malbec tradicional. Para eles,  os vinhos feitos a partir desta casta estavam sendo desgastados por conta de sua fama de bebidas cansativas, pesadas e doces. Os argentinos, porém, conseguiram, por meio de testes em terroir diferentes, criar versões, como a Seminare, que trazem limpeza e elegância para a bebida. 

 

Ficou curioso para degustar o vinho tão bem avaliado pelo Guia? O Seminare Malbec pode ser encontrados com o melhor preço na VinhoBR